segunda-feira, 28 de maio de 2007

Alvalade - Porto Côvo - Alvalade

E chegou o grande dia, depois de muito treino nas semanas anteriores ( desde segunda feira dia 21 a dia 24 fiz 215 Kms ), e muitas horas passadas no ginásio pelo resto do pessoal, chegou o dia de irmos fazer os 120 Km no raid de Alvalade.
Os participantes dos Maniacos, eram os mesmos de sempre, este ano com a estreia do Max nestas andanças. De salientar que o Max começou no BTT connosco há poucos meses atrás e no dia que começou mal sabia pedalar, tendo logo dado um valente espalho, deviam ter visto ontem este mesmo Max a pedalar nos ultimos 60 Kms... eu não achei lá muita piada que me vez suar bastante...

À chegada esta era a mesa do pequeno almoço:

O passeio, esse foi 5*, tudo, mas tudo espectacular, o trajecto, as marcações ( desta vez nem nos perdemos), os abastecimentos, o apoio que as pessoas nos deram toda a prova cada vez que por elas passavamos, tudo muito bom.

Era a primeira vez que iamos fazer tantos Kms numa prova, mas pode-se dizer que não é assim tão dificil, a maior parte dos Kms são a rolar, ou a subir com pouca inclinação, isto claro, tirando a Serra do Cercal, que fiquei a 5 mts de a subir toda, e à vinda para cá, julgo ser a mesma Serra, mas com menos inclinação, mas a apertar mais com as nossas perninhas e depois quando se tem o Max a "Bombar" o caminho todo...

A subidinha do Cercal:

O azar, claro, tinha que bater à nossa porta, e desta vez calhou ao Compadre Sandro, que não satisfeito de ter partido a corrente à subida na rampa de Porto Côvo ( prontamente assistido por um amigo dele ), ainda a teve que partir novamente, e desta vez bem no meio do nada, e nós sem nada para o ajudar, nem um elo a malta leva. Lá teve ele que ir para trás até à ultima saida de estrada













e a malta fazer-se ao caminho que ainda faltavam uns Kms















apesar de tudo o Sandro ainda teve sorte, e daqui vai uma palavra de obrigado à malta dos " fura- trilhos", que se prestaram a ajudar o Sandro, para que dessa forma ele pudesse terminar a prova.
Enfim, faltaram os nossos belos furos, eu não furo desde Alcacer ( maratona 100Km Outubro ), de resto resta-me dizer que consegui completar os 120 Kms em 5h46m44s.

Aqui ficam mais umas fotos:

Em Porto Côvo a fome já era muita














na sonega ( julgo ser esse o nome da terra ), ai então as sandes eram um banquete













estranho, estranho, era isto, que ainda hoje não percebi o que era















Foi bom, para o ano há mais...

7 comentários:

du@rte disse...

Excelente testemunho.
Ainda não tenho pedalada para essas andanças, mas para quem pode força nas pedaladas!!!
Ganda 'chapéu' que o Sandro tem na primeira foto!!! Bem apanhada!!!

demonspeed disse...

Esqueci-me de referir um pormenor, esta foi a ultima volta que dei com a minha Decathlon 8.1.
Foi durante este ultimo 1 ano e meio uma boa companhia, e felizmente nunca me deixou “agarrado” em lado nenhum e foram 4526 Km por cima de todo o terreno.
Manutenção, para quem diz mal da Dechatlon, troquei durante este tempo:
Cassete, corrente, jogo pedaleiro ( por um melhor ), desviador traseiro, roda traseira completa. Isto tudo sem gastar um cêntimo, nem mesmo mão de obra.
Era uma Decathlon, não era nenhuma máquina de mil e muitos €, mas fez bem o seu papel, só peço que a próxima dure tanto e dê tantos problemas como esta deu… é que meus amigos, elas guardadas em casa não se estragam…

du@rte disse...

Então e qual é a nova máquina?

demonspeed disse...

esta-se a vestir... deve chegar esta semana...

Jorge disse...

É disto que o BTT precisa...moços valentes. Também gostei da foto do compadre Sandro.
É um excelente retrato de uma volta que deve ter sido fixe... quem sabe da próxima também possa lá estar.

Carlos disse...

Gostei muito de ver que vocês ainda andam a desbravar mato eh! eh! eh! Aquilo que não sabes o que é é uma simples garrafa da Camelback

Carlos disse...

o bttista mudou de nome eh! eh! eh!