sábado, 17 de dezembro de 2005

Descida sem nome...

Pois é meus amigos a descida que tanto gostamos continua a fazer vítimas...

...aqui vai o Marco...












... aqui vou eu, com o Compadre Sandro a ver se tinha que se desviar...















E agora meus amigos, hoje o Compadre Jorge caiu, não meus amigos eu não o empurrei, ele ia a descer e pensou, "esta descida já não dá pica", e decidiu saltar da "Gremlin" e num dos actos mais radicais que eu já vi nas nossas voltas, o homem faz uma grande parte da descida ao rebolão, acreditem, o Compadre é radical...
O Miguel como era a primeira vez que ia com a malta, ficou a pensar que era assim que a malta fazia, e olha, assim que chegou ao sítio onde o Compadre se jogou, lá foi ele também. O marco que já estava cá em baixo, olhou para cima e pensou que eles tivessem caido, ( só porque a Trek do Miguel passou por cima do Miguel...). Mas não meus amigos, os homens são mesmo radicais.
E passo a mostrar os joelhos dos homens...


3 comentários:

Jorge disse...

É a vida tem destas coisas.
Não se esqueçam de verificar sempre os travões antes do passeio, para não ficarem uns dias a andar como Robots. Quanto a radicalismo..., faz parte do espírito.

Sandro disse...

Pois é meus amigos não é assim com certeza que me convencem a descer aquilo. Aqui o vosso amigo não quer ganhar um andar novo, entenda-se de ROBOT...

du@rte disse...

Pois eu que já desci acho que já não volto a descer.
Fica o gostinho de já ter descido uma vez!!!