quinta-feira, 23 de fevereiro de 2006

Treino, treino, muito treino...

Pois é amigos, como o vicio é muito e hoje eu e o Marco só fomos trabalhar à tarde, lá fomos nós dar ao pedal.
O dia estava chuvoso e frio, mas nem isso, nem o facto de termos saido do trabalho já depois das duas da matina nos impediu de irmos fazer umas subidas.
Inicialmente tinhamos pensado subir a pedreira toda até à antena, esse era hoje o nosso desafio, mas não foi possível visto a ultima parte do caminho estar vedado. Mas valeu pela subida até lá.
Foram 43 Km, hoje um pouco sofridos, devido às subidas e principalmente ao frio.

Olha o Gajo na pedreira...

Resta-me só relatar o acidente do Marco, no caminho para a comenda, estão a ver aquela subida pequena mas cheia de lama? O Marco também viu, esqueceu-se foi que antes da subida também tem lama, felizmente caiu para o lado contrário da lama...

domingo, 19 de fevereiro de 2006

Novos elementos aderem ao grupo...

É verdade, parece que temos mais elementos no nosso grupo de BTT...
A volta de dia 18 foi a prova disso. Mas o mais estranho é que em vez de sermos um grupo maior, cada vez somos menos.
Passo a descrever o nosso grupo:
Compadre Jorge, ficou em casa visto ter estado a soro no dia anterior...
Compadre Cento, ficou em casa visto ter o joelho inchado...
Compadre Sandro... não há quem saiba dele...
Compadre Duarte, ficou nos lençois com medo da chuva...
Compadre Gil, ficou nos lençois com medo da chuva...
Compadre Miguel, ficou nos lençois com medo da chuva...
E o mais engraçado é que às 8h30m parou de chover e só choveu depois da malta regressar.
Os bravos foram:






Demonspeed





Marco











Miguel






Nuno ( Formiga )








Foram estes os " bravos " que deram a nossa volta de Fim de semana, só espero que para a semana sejamos mais...

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2006

Fim de Semana 11/12 Fev. na Estrela

Pois é, aqui está um fim de semana que vai dar muito de que falar, felizmente sem acidentes mas, com muitos incidentes dos quais fiz uma sequencia, pode-se ver o compadre Jorge a capotar, mas, com pleno controle sobre o seu filho. Não levamos as bikes, mas tambem não tivemos muito tempo para sentir a falta delas, embora cada vez que subia a serra para poder descer de novo e começava a sentir o coração a bater na garganta me lembrasse do frequencimetro, fora isso doi-me os musculos todos e tenho umas quantas nodoas negras espalhadas pelo corpo. Já começo a sentir saudades do jacuzi do hotel.

terça-feira, 7 de fevereiro de 2006

Volta do dia 04-02-2006

Participantes: Eu, Blito, Jorge e Miguel.
Percurso: Local do costume - Castelo de S. Filipe - Clareira - Vizo - Estrada Romana - EN 10 - Subida das Antenas, até metade - descer a Escudeira - subir direito à rotunda de Palmela - Moinhos - Cai de Costas - Necessidades - Descida Sem Nome (desta vez ninguém arriscou) - Estrada da Rasca - Comenda - Setúbal.

Incidentes: 1
Acidentes: 0

Pois é desta vez calhou-me a mim. A minha burrinha teve o primeiro furo.
Quero aqui agradecer publicamente aos meus compadres do pedal a ajuda na troca da camara de ar.
Foi graças aos desmontas do Compadre Jorge, que mais parecem uns instrumentos cirúrgicos, que conseguimos superar com alguma rapidez este contratempo.













Bike do Compadre Miguel também conhecido por Mauzarrão nestas lides do BTT.









Um belo caminho para pedalar.








Que m*rd* de foto é esta? Quem é que tirou isto? O que é que isto pretende mostrar?








A m*rd*a do pico que estava espetado no pneu.

















Um artefacto pré-histórico do Paleolítico Inferior que encontrámos no local onde reparámos o furo.
Alguém contactou o Instituto Português de Arqueologia?







Mais uma bela paisagem.

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2006

Re: Volta a meio da semana

Bom, nesta volta abaixo, ficou em falta referir que houve mais um incidente, a minha rica bomba partiu-se.
Em relação ao fenomeno que aconteçeu ao Blito é deveras muito complicado explicar, o aparato foi tão grande, que eu lembro-me de ficar a pensar se deveria ir socorrer o Blito ou o senhor que ficou estupefacto a olhar com uma expressão paralizada entre um sorriso e um grande susto, pois este peão que por ali passava não ficou com a marca do decathlon gravada nas pernas por escassos centimetros, entretanto consegui-me decidir e retirei os pés do pedais. Não me vou esqueçer mais dele ir pelo ar e ao mesmo tempo muito lentamente ir a dizer "Épa... o... que foi isssto!!! Entretanto conseguiu acabar a frase antes de cair.